Volume de crédito fecha 2011 em 49,1%

Economiaenegocios Notícias 30 Janeiro / 2012 Segunda-feira por Gramadosite

A expansão do crédito para pessoa física no período foi de 20,8%, acima do crédito para pessoa jurídica, com crescimento de 17,4% em 2011.

As concessões de crédito totalizaram R$ 205,3 milhões em dezembro, registrando expansão de 5,3% em relação ao mês anterior. As concessões para pessoa física apresentaram queda de 0,9%, enquanto para pessoa jurídica o acréscimo foi de 9,6%. Analisando a média diária, contudo, o comportamento das concessões foi consideravelmente distinto. No total, houve retração de 4,3% (-9,9% para pessoa física e -0,4% para pessoa jurídica).

Seguindo o ciclo promovido pelo Banco Central de redução da taxa básica de juros em vigência, a taxa média de juros apresentou queda, passando de 38,5% em novembro para 37,1% em dezembro. Para pessoa física, houve decréscimo de 44,7% para 43,8%, enquanto para pessoa jurídica a taxa de juros média passou de 29,8% para 28,2%.

O resultado de fechamento do crédito em 2011 mostra um crescimento ainda expressivo no ano, acima do que o próprio Banco Central considera ideal (em torno de 15%). Analisando, contudo, a taxa de crescimento das concessões acumuladas em 12 meses, que passou de 9,9% em novembro para 9,3% em dezembro, a desaceleração se manteve. Para 2012, o crédito deve manter um bom nível de crescimento, estimulado pela redução da taxa de juros básica, que deve continuar por mais alguns meses.

Categorias:   Notícias | Artigos | Economia e Negócios | Estilo | Cultura | Esportes