A Dívida Pública Federal

Economiaenegocios Artigos 24 Julho / 2012 Terca-feira por Décio Baptista Pizzato

A dívida cresceu 5,57% no primeiro semestre ou seja R$ 104,05 bilhões, passando de R$ 1,866 trilhão em 31 de dezembro de 2012 para R$ 1,970 trilhão. A dívida externa cresceu 6,91%, mais R$ 5,76 bilhões, passando de R$ 83,29 bilhões para R$ 89,05 bilhões. Já a dívida pública interna cresceu 5,23%, um crescimento em seis meses de R$ 98,59 bilhões e passa de R$ 1, 783 trilhão para R$ 1,881 trilhão. A riqueza do país, o PIB não cresceu 5,5% no semestre. Em hipótese alguma a riqueza do país, estou me referindo ao PIB, crescerá na mesma magnitude no ano de 2012.

Em 2011, apenas a arrecadação federal cresceu 10,1% atingindo R$ 969,7 bilhões, e a arrecadação total do país, pelo impostômetro alcançou R$ 1, 501 trilhão. O PIB de 2011 cresceu 2,7%, o de 2012 não chegará a 2%.

A cada vez mais crescente a dívida pública federal, como a tanto tempo escrevo, é a principal razão de tanta captação e tanto arrocho na tributação. Hoje, dia 24 de julho, segundo o impostômetro, a arrecadação está na casa de R$ 860,9 bilhões cabendo a cada habitante deste país já ter pago R$ 4.434,77. Pode?
Como sempre digo: Temos uma máquina de arrecadação perfeita para gastos imperfeitos.

Categorias:   Notícias | Artigos | Economia e Negócios | Estilo | Cultura | Esportes