GRAMADO: Sua história é o seu maior patrimônio

Cultura História 17 Dezembro / 2013 Terca-feira por Marília Daros

Uma história se faz de homens e de atos. De gente, de muita gente. Claro que todo grupo tem líderes e eles aparecem em todos os tempos desta história de homens e de atos. De gente.

Gramado também foi assim, é assim, do passado ao presente. Por isto, senhores, não se prendam a poucos nomes de liderança. Sem a gente de seu tempo, eles não seriam líderes. Seriam apenas pessoas sem liderados.

Toda comunidade precisa de comandos. E sempre os tem, mas eles não são os mais sábios nem mais importantes da aldeia. Eles são os que a comunidade tenta acreditar, serem as pessoas corretas para comandar.

Todo líder deve sempre se lembrar disto. Sua liderança aconteceu porque sua determinação teve o apoio e a força de seus conviventes. Com votos ou não, como patrão ou não, como religioso ou não, como um andante igual aos outros ou não.

O que importa mesmo é que Gramado foi feita em etapas, todas importantes. Do alicerce ao telhado.

Anda na fase Imperial do Brasil, fazendo o povoamento e a colonização de nossas terras, com sesmarias, lotes coloniais. Pagando ou não, mas garantindo muito trabalho para o Império.

Veio a República, os conceitos mudaram e Gramado também participou das lutas internas para acomodação destes extremos políticos.
Foi a Revolução da Degola que todos deveriam estudar um pouco mais.

E nossa terra entra no século XX com um Distrito de Taquara do Mundo Novo, centralizado politicamente lá na Linha Nova e lá, todos aprenderam, colonos ou não, povoadores ou não, a administrar um distrito, um espaço de todos. E por nove longos anos foram se preparando para outra etapa. Nova gente vai somar.
Mas o progresso vinha fumegante e a área onde o trem pousaria não era de quem deveria ser. Então mais lutas abafadas por anos, fizeram aquele espaço diferente.
Então o povoado foi formado e dele nasceu a vila do Gramado. Um nome que já tem 100 anos, num Distrito que em 2014 vai comemorar 110 anos.

Mas isto ainda era pouco e por 50 anos o 5º Distrito de Gramado permaneceu distrito, mesmo que muitos habitantes já tivessem o sonho maior de serem livres e progredirem com seus passos. E se organizaram, andaram e escreveram uma nova história que em 15 de dezembro de 1954 fez esta liberdade acontecer, com a Emancipação Política e a criação do novo Município de Gramado (não cidade de Gramado como muitos costumam dizer).

Vitória! Vitória de uma história de muita gente, de muitas mãos. De muito afeto e de muita determinação e coragem.

PARABÉNS GRAMADO. Teus filhos construíram um sonho no andar de tua história. Muitos filhos. Tanta gente a quem temos que agradecer.

Por isto tua história é teu maior patrimônio, pois ela é feita de tanta gente trabalhadora e amorosa por ti.

Seja sempre a nossa querida terra de Gramado.
Teus filhos natos perduram no amor de seus ascendentes.
Teus filhos adotivos te abraçam como uma mãe de verdade.
Afinal, o futuro nos irmana e espera que sejamos sempre fiéis a Gramado e sua história.

Categorias:   Notícias | Artigos | Economia e Negócios | Estilo | Cultura | Esportes