Devemos poupar

Cultura Crônicas 01 Abril / 2016 Sexta-feira por David Iasnogrodski

Que horas são?
6;30 horas.

Já estou me levantando.

Está chovendo?
Não sei.

Assim mesmo vou tomar café, realizar a higiene e já me vou. O congestionamento é enorme. Vou rápido. Pego o ônibus. Tenho que chegar no serviço. Não posso esquecer do ponto eletrônico.

Vai! Saúde e sucesso. Hoje me levanto mais tarde. Possuo treinamento. Em local mais perto da nossa casa. Horário diferente.

......................................................

Assim é o diálogo de muitos casais. Todos os dias. É a labuta diária. Quando vão se encontrar? Só à noite e nos finais de semana. Nem todos os finais de semana, pois alguns, às vezes trabalham nos sábados e domingos.

...................................................

É avida!
Vida dura...

Mas é a vida.

...................................................

Esta realidade não é privilégio nosso.

Nos países mais desenvolvidos acontece o mesmo.

Dias de trabalho!
Poucos dias de lazer para dedicar ao diálogo familiar.

A diferença está que nestes países mais desenvolvidos é aproveitado ao máximo os dias de folga e são dedicados ao lazer. Lazer com a família.

Nos nossos poucos dias que deveriam ser aproveitados para o lazer, necessitamos parar e pensar no nosso “minguado” poder aquisitivo, que em muitas das ocasiões não dá para fazer nada...

Devemos poupar!
Poupar ao máximo...

A nossa preocupação maior é com o dia de amanhã...

.............................................

É a vida!
Mas é a nossa vida!!!!!!!!!!!!!!!!!
.......................................

Que horas são?
6:30 horas.

Já estou me levantando.........

Categorias:   Notícias | Artigos | Economia e Negócios | Estilo | Cultura | Esportes