Paz, Shalom, Salam

Cultura Crônicas 17 Março / 2016 Quinta-feira por David Iasnogrodski

Não importa o idioma.
O importante é a realização desta palavra.
São só três letras na língua portuguesa.
Duas consoantes.
Uma vogal. Sendo esta a primeira letra do alfabeto.
Paz.

Paz!
Paz...

Necessitamos com urgência!
Necessitamos que o mundo fique calmo.
Necessitamos o todo o ser humano possa olhar para o céu. De dia e à noite.
Necessitamos que o ser humano olhe para o céu e não vislumbre fumaça de bombas ou outros objetos fumegantes.
Necessitamos que o ser humano vislumbre o céu, as estrelas e tudo o mais que a natureza nos obsequia.

Paz!
Shalom!
Salam!
Não importa o idioma.
Não é utopia!
Tudo vai depender de nós – os seres humanos -.
Quanta coisa depende de nós!!! Não será muito difícil?
Não!
Sabem porquê?
Nós os seres humanos é que, em muitas vezes provocamos a não realização de uma Paz.

Vamos nos comprometer com esta palavra: Paz, Shalom, Salam.
Não importa o idioma.
Devemos nos comprometer com a Paz, para o bem de nossos filhos e netos.

A Paz universal entre todos nós. Entre todos os seres humanos.
Não é uma utopia!!! Volto a dizer.
É possível!
Só vai depender de todos nós.
Todos!!!

Categorias:   Notícias | Artigos | Economia e Negócios | Estilo | Cultura | Esportes