Arte bonequeira ganha vida em Canela

Cultura Notícias 11 Outubro / 2012 Quinta-feira por Gramadosite

Eles chegam de várias partes do Brasil e do mundo para integrar um festival que tem a arte bonequeira como tema. Artistas do Peru, Espanha e Argentina integram-se aos talentos nacionais e locais para dar vida a um festival que reúne magia, emoção e encantamento. Canela abre suas portas para a 24ª edição do Festival Internacional de Bonecos e para as atrações que acontecem de 11 a 14 de outubro.

A programação traz 13 espetáculos, sendo três deles internacionais, de companhias peruana, espanhola e argentina. Para comemorar o Dia das Crianças, o Festival traz duas atrações especiais: Circo de Bonecos do renomado Grupo Tholl e as marionetes de cabaça da Cia Navegantes. As ruas de Canela ganham vida com os espetáculos da Cia Goliardos, de Canela, Grupo Só Rindo, de Gramado, e Rudinei Morales, de Porto Alegre. A Praça João Corrêa sedia as atrações, livres para todas as idades e gratuitas. Já a Fundação Cultural é palco para dois espetáculos direcionados para o público adulto. “Enquanto a noite não chega” e “O proprietário”.

O sábado (13), marca um dos momentos mais esperados: o tradicional Desfile de Bonecos. A comunidade e os visitantes saem às ruas para conferir o desfile de centenas de bonequeiros e seus bonecos. O momento é de integração: o público já não é mais um expectador e é convidado para fazer parte do desfile levando também peças que ganham vida em suas mãos. A programação cultural do Festival se estende até a Pousada Aldeia dos Sonhos, que sedia uma exposição de marionetes de vários países, como Itália, Inglaterra e Chile. Mais de 30 itens constam no acervo


Atrações internacionais: a integração da arte bonequeira

Três grandes atrações internacionais integram a programação da 24ª edição do Festival de Bonecos. Espetáculos do Peru, Espanha e Argentina prometem encantar o público. De Lima, Peru, “Revoltosas Manobritas” é um show com tons de humor, composto de vários contos. A bonequeira dá vida aos personagens no palco com partes de seu próprio corpo, especialmente as mãos e objetos. O espetáculo é da Cia Ana Santa Cruz e acontece na sexta (12).

De Barcelona, Espanha, a Cia Jordi Bertran traz em“Antologia” (dia 13) marionetes que encantam pela perfeição e delicadeza de sua manipulação, que fazem até mesmo bolha de sabão e tocam violoncelo. Jordi Bertran é considerado um dos maiores especialistas europeus na técnica de fios.

Já o espetáculo argentino “Los Cómicos del 900”, da Cia El Chonchón, mistura humor e ternura numa proposta que tenta reunir toda a família em torno do altar antigo de fantoches, de mostrar o quanto as personagens têm vida. Bonecos de luva, de Charles Chaplin, Buster Keaton, Harold Lloyd, Ben Turpin, Laurel e Hardy estão entre os que compõem o show. As situações têm as melodias típicas do cinema mudo e os personagens e cenários são coloridos com o branco, preto e cinza. A apresentação acontece no domingo (14).


Circo de Bonecos para o Dia das Crianças


O Festival garantiu atrações especiais para comemorar o Dia Das Crianças e integrar meninos e meninas com a magia e a ludicidade da arte bonequeira. No dia 12, o Circo de Bonecos do Grupo Tholl promete surpreender e apaixonar o público. A arte circense mistura-se à arte bonequeira e o resultado pode ser conferido em “O Circo de Bonecos”, que retrata, com muita graça e beleza, o valor da liberdade e a importância da verdadeira amizade. A cada "zarapatam" os personagens mudam e crescem fazendo o público entrar em suas confusões. O Espetáculo tem direção de João Baschilli.

As marionetes mineiras de cabaças, sucesso na minissérie “Hoje é dia de Maria”, vêm a Canela para encantar também os visitantes do Festival. Baseada na obra do cientista Ângelo Machado, a peça “Que bicho será?”é encenada com bonecos produzidos em cabaça. As articulações bem feitas e a sofisticada simplicidade do trabalho levaram o diretor Luiz Fernando Carvalho a pedir alguns exemplares dos bonecos para a minissérie Hoje é dia de Maria, da TV Globo, exibida em 2005. O espetáculo é da Cia Navegante, de Minas Gerais, e tem direção de Catin Nardi.

Sucesso na Temporada de Inverno, o teatro de caixa de Rudinei Morales volta a ser atração em Canela. Lúdico e sincero, o espetáculo é composto por três momentos, que inlcui uma teatralização do conto Os Músicos de Bremen, escrito pelos Irmãos Grimm, dentro de um teatro em miniatura.

A qualidade dos talentos locais

Durante três dias, o Festival de Bonecos dá uma pequena mostra de um trabalho realizado durante o ano inteiro pelos artistas locais. Canela respira a arte bonequeira e essa paixão está presente nas ruas, na comunidade, nas escolas.

O Grupo Só Rindo apresenta dois espetáculos com direção de Nelson Haas. “Gaúchos”é uma homenagem a todas as pátrias e querências. Os bonecos saem das malas para contar causos e poesias do universo campeiro do sul da América Latina. Um espetáculo leve que transita entre o humor e a poesia. Já “Personagens” reúne diversas técnicas de manipulação que misturam sensações e reflexões com pequenos quadros aparentemente desconectados entre si. Através da sugestão de movimentos, o autor mostra as faces da realidade aos expectadores. Revela os possíveis valores encontrados no mundo indizível, fazendo aflorar sentimentos conhecidos ou não através da ficção que o autor propõe na obra.

O Festival ainda abre espaço para a improvisação. “O melhor do Só Rindo” é um espetáculo baseado na capacidade de improvisação do bonequeiro e na arte da animação. Cada apresentação é única, com diversas técnicas de manipulação, sempre em comunicação direta com o público. Uma seleção dos melhores quadros desenvolvidos pelo grupo nestes 20 anos de carreira.

A Cia Goliardos, sob a direção de André Guedes, traz vários espetáculos aos palcos do Festival. “O Cobertor de Jane”, com manipulação direta, fala da passagem da infância para a adolescência. Já “Rosa Flor, o Gato Malhado e a Passarinha Sinhá” utiliza marotes para contar uma história de amor de Jorge Amado.

Espetáculos especiais para adultos

Visto como um símbolo de ludicidade, dois espetáculos preparados especialmente para os adultos mostram que a arte bonequeira pode falar também de sentimentos como morte, solidão e amizade. Baseada na obra de Josué Guimarães, “Enquanto a noite não chega”, da Cia Goliardos, conta sobre a cidade fictícia de São Pedro em ruínas, soterrada pela areia. Os três únicos habitantes são um casal de velhos –Dona Conceição e Dom Eleutério – e o coveiro, Seu Teodoro. Para honrar a promessa de enterrar até o último morador do lugar, Teodoro aguarda a morte dos dois velhos para ir embora de São Pedro. Enquanto isso não acontece, os três encontram-se todos os finais de tarde e jantam um ralo mingau feito por Dona Conceição. A amizade entre eles faz com que sejam discretos sobre a promessa do coveiro. O espetáculo tem direção de André Guedes e utiliza manipulação direta.

Já a descoberta de uma antiga civilização latinoamericana é o tema de “O Proprietário”, do Grupo Só Rindo, um espetáculo onde a bonequeira convida o expectador a desvendar os costumes e crenças desta civilização através do resgate de um texto encontrado no sítio arqueológico. Com direção de Julio Saraiva, o texto do argentino Roberto Spina ganhou leveza com a manipulação de luva da bonequeira.


24ª FESTIVAL INTERNACIONAL DE BONECOS DE CANELA

O que: Festival Internacional de Bonecos de Canela
Quando: de 11 a 14 de outubro
Ingressos: Os ingressos para os espetáculos na Casa de Pedra custam R$25 e podem ser adquiridos na Fundação Cultural de Canela ou por depósito bancário pelos fones: (54) 9223 2169 ou (54) 9940 1102.
Os ingressos para as sessões na Fundação custam apenas R$ 10,00.
É oferecido 50% de desconto para melhor idade.
Os espetáculos de rua na Praça João Corrêa e o Desfile de Bonecos são gratuitos.


PROGRAMAÇÃO COMPLETA - FESTIVAL DE BONECOS

11 de outubro – quinta-feira
20h. Revoltosas manobritas - Cia Ana Santa Cruz | Bonecos corporais - Casa de Pedra

Sexta-feira – 12 de outubro
10h e 15h. Que bicho será? - Cia Navegante | Marionetes - Casa de Pedra
11h e 15h. O teatro de Caixa - Rudinei Morales | Teatro de figuras - Praça de Canela
12h. Gaúchos - Grupo Só Rindo | Manipulação direta | Praça de Canela
16h e 20h. O circo de bonecos - Grupo Tholl | Circense |Teatro Municipal
19h e 24h. Enquanto a noite não chega - Cia Goliardos | Manipulação direta | ADULTO | Teatrinho da Fundação
22h. Revoltosas manobritas - Cia Ana Santa Cruz | Bonecos corporais - Casa de Pedra

Sábado – 13 de outubro
11h e 15h. O teatro de Caixa - Rudinei Morales | Teatro de figuras - Praça de Canela
12h. Personagens - Grupo Só Rindo |Praça de Canela
17h. Rosa Flor, o Gato Malhado e a Passarinha | Cia Goliardos | Praça de Canela
15h e 20h. Antologia - Cia Jordi Bertran | Marionetes Teatro Municipal
16h. O grande desfile - Saída da Catedral de Pedras
18h e 22h. Los cômicos Del 900 - Cia El Chonchón | Luvas | Casa de Pedra
19h e 24h. O proprietário - Grupo Só Rindo | ADULTO | Teatrinho da Fundação

Domingo – 14 de outubro
11h. O cobertor de Jane - Praça de Canela
11h. Antologia - Cia Jordi Bertran | Marionetes Teatro Municipal
12h. Sonho infantil - Grupo Só Rindo | Praça de Canela
16h. Gaúchos - Grupo Só Rindo | Manipulação direta | Praça de Canela
15h. Los cômicos Del 900 - Cia El Chonchón | Luvas | Casa de Pedra
16h. O cobertor de Jane - Cia Goliardos | Manipulação direta | Praça de Canela

Categorias:   Notícias | Artigos | Economia e Negócios | Estilo | Cultura | Esportes