Canto Peregrino

Cultura Poesia 29 Setembro / 2017 Sexta-feira por Cassiano Santos Cabral

Universal é o canto

Espinha dorsal da esperança

Unificada na voz poética

No pranto de muitas mães

Sem leite e nem mel

O amor pelos filhos

Adoçando as perdas

Em olhar maternal



Canto de todas as vozes

Silêncios aflitos

Pluralizam cansaços

Dores sem raça e nem credo

Olhares de socorro

Somos reféns das circunstâncias

E sem lugares ao sol

Andemos ao abrigo da lua.

Categorias:   Notícias | Artigos | Economia e Negócios | Estilo | Cultura | Esportes