Taschibra avalia programa ‘Recicla Lâmpada' em Caxias do Sul

Noticias Meio Ambiente 31 Outubro / 2013 Quinta-feira por Gramadosite

Reanto Grahl, gerente operacional da Taschibra vai à Caxias do Sul nesta sexta-feira (01/11) para conhecer o programa Recicla Lâmpada - Lâmpada no lixo, nunca mais. "Queremos aplicar este mesmo modelo de funcionamento de logística reversa de lâmpadas na cidade de Indaial (SC), onde a Taschibra está sediada", explica Grahl. A Taschibra é uma das maiores importadoras de lâmpadas e fabricante de luminárias do Bra sil, com mais de 600 colaboradores, e uma produção mensal de 350 mil peças. "O motivo da visita é entender como funciona a operação do programa, desde a entrega das lâmpadas por parte do consumidor, passando pelo armazenamento, embalagem, até o destino final. Desde 2011 estamos mantendo esta ação como um teste de aplicação da logística reversa", explica Lucas Kehrwald, gerente comercial da Apliquim Brasil Recicle.

Afonso Schreiber, presidente da Taschibra é também presidente da Associação Brasileira de Importadores de Produtos de Iluminação (Abilumi), entidade que, junto com a Associação Brasileira da Indústria de Iluminação (Abilux), irá definir o modelo de logística reversa para lâmpadas a ser adota do no Brasil.

Por meio do "Programa Recicla Lâmpadas", consumidores de Caxias do Sul podem entregar lâmpadas usadas nas lojas associadas ao projeto, que servem como pontos de coleta do resíduo no Município. As lâmpadas coletadas são encaminhadas à Apliquim Brasil Recicle, responsável pela recuperação do mercúrio presente no material, bem como pela separação de seus componentes recicláveis, como o vidro, o alumínio e o pó fosfórico.

Com a iniciativa, promove-se o descarte ecológico das lâmpadas e evita-se que elas sejam jogadas no lixo ou em aterros, onde poderiam liberar o mercúrio - metal tóxico que causa danos à saúde das pessoas e contamina o meio ambiente. O mercúrio é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como uma das 10 substâncias químicas mais perigosas para a saúde pública.

Programa Recicla Lâmpada - Lâmpada no lixo nunca mais

Iniciativa pioneira no Brasil é exemplo de aplicação da nova Política Nacional de Resíduos Sólidos, exigida pela lei 12.305 de 2010

O programa lançado em 2011 em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente de Caxias do Sul (SEMMA), Associação dos Comerciantes de Material de Construção de Caxias do Sul (ACOMAC), Associação Brasileira de Importadores de Produtos de Iluminação (Abilumi) e a Apliquim Brasil Recicle (especializada na desconta minação com recuperação de mercúri o), busca estimular empresas e consumidores a levarem suas lâmpadas fluorescentes queimadas a lojas que encaminham este resíduo para o descarte adequado.

Essa atitude evita que as lâmpadas sejam descartadas no lixo comum, contaminando o meio ambiente e trazendo prejuízos à saúde da população. Quando mal descartadas, as lâmpadas podem liberar mercúrio, um metal altamente tóxico e volátil, que está contido no interior do produto.

As lojas associadas à ACOMAC funcionam como postos de coleta e encaminham as lâmpadas usadas à Apliquim Brasil Recicle, empresa responsável pela descontaminação e reciclagem dos componentes e recuperação do mercúrio. Ao serem entregues nas lojas, as l&aci rc;mpadas são devidamente embaladas e estocadas em um local apropriado, para depois serem recolhidas pela ABR.

Hoje sete lojas (que integram o programa Recicla Lâmpadas) recebem lâmpadas diretamente do consumidor em Caxias do Sul. São elas:

Loja Siema - no bairro São José
Loja Rabelão - no bairro Cruzeiro
Loja Real Center - no bairro Nossa Senhora de Lourdes
Loja Novello - no bairro São Ciro
Loja CLG - no bairro Serrano
Loja Comprare - no bairro Planalto
Loja Maxiutil - no Bairro Pio X

As empresas de Caxias do Sul que tiverem interesse em se tornar um ponto de coleta devem entrar em contato com a ACOMAC pelo telefone (54) 3221.2997 ou pelo site www.acomaccaxias.com.br.




Categorias:   Notícias | Artigos | Economia e Negócios | Estilo | Cultura | Esportes