Campanha Alimentando a Esperança comemora fechamento com uma grande feira para mais de 300 famílias

Estilo Variedades 11 Agosto / 2020 Terca-feira por Gramadosite

A campanha, organizada pelo braço paulista do Instituto Visão Futuro, ajudou mensalmente mais de 200 famílias com entrega de cestas básicas e alimentos saudáveis orgânicos durante a pandemia e doações realizadas por pessoas de todo o Brasil pelo Apoia.se. Para comemorar o sucesso e o fechamento dos trabalhos dessa primeira etapa, uma grande feira será organizada no próximo dia 15 de agosto, na qual as próprias famílias poderão escolher seus alimentos.

Desde o começo de maio, dezenas de pessoas se uniram para proporcionar qualidade de vida para famílias em situação de vulnerabilidade das comunidades de São Remo, 1010, Gelo e COHAB Munck, de São Paulo. A campanha Alimentando a Esperança, organizada pelo braço paulista do Instituto Visão Futuro, ajudou mais de 200 famílias com entrega de cestas básicas durante a pandemia e doações realizadas por pessoas de todo o Brasil pelo Apoia.se. Ao longo de três meses, as famílias das comunidades receberam quinzenalmente, cestas de alimentos saudáveis e frescos, além de produtos de higiene e limpeza.

Além das cestas, as famílias são orientadas com práticas simples e cientificamente comprovadas para gerenciamento de estresse e diminuição de ansiedade, um dos pilares do Instituto Visão Futuro, berço do projeto. Segundo Ernesto Sasaki Imakuma, um dos coordenadores da campanha em São Paulo, “milhares de pessoas da periferia lutam diariamente contra o desemprego, a falta de recursos e a fome, além de todas as questões trazidas pela pandemia. Por isso, alimentar não só o corpo, como a mente, é essencial para uma saúde integral, para superar mudanças e desafios, hoje e no futuro”.

Para o evento de encerramento, a campanha conta com o apoio do Coletivo para a Saúde da População Negra, Preta ID, que trouxe a parceria com comunidades quilombola da Grande São Paulo para o fornecimento dos produtos especiais que estarão disponíveis para as famílias.

Ernesto explica: “para fechar a campanha, pensamos em fazer diferente: até então, nós entregamos prontas as cestas básicas e as orgânicas. No dia 15, a ideia é fazer uma grande feira livre, com muitos alimentos orgânicos disponíveis dentro de alguns limites estabelecidos”. “E”, segue ele, “possibilitamos, assim, uma maior dignidade e promoção de autoestima das famílias, que poderão escolher o que desejarem”.

Segundo os organizadores, será uma grande festa para comemorar 3 meses de muito movimento e de transformação na vida das pessoas, que puderam lidar melhor com as próprias emoções durante a pandemia. Ernesto lembra: “o foco inicial da campanha nacional do Instituto Visão Futuro, que acontece em mais de 40 municípios, é "levar às comunidades não só cestas básicas, mas alimentos saudáveis para o corpo e para a mente, buscando promover o bem-estar integral”.

Para além das necessidades básicas da vida, a campanha oferece apoio à saúde mental das comunidades atendidas, por meio de ferramentas que têm sido um verdadeiro tesouro para a manutenção do bem-estar psicológico e da confiança no futuro. “A cada encontro, as famílias recebem material explicativo e têm a possibilidade de realizar exercícios de respiração e concentração, buscando mais clareza mental para encarar os desafios e tomar decisões mais assertivas para os próximos tempos”.

Além do auxílio às famílias das comunidades atendidas, a campanha auxiliou, em seus três meses de atuação, no escoamento do excedente da agricultura familiar do Cinturão Verde de São Paulo, ou seja, mais pessoas beneficiadas. A ideia da organização do Alimentando a Esperança é seguir transformando vidas. Em breve, o grupo deve anunciar os próximos passos da parceria com as comunidades e entidades para promoção de mais bem-estar social.



Mais informações

Visão Futuro Cidade SP |https://www.instagram.com/visaofuturo.cidadesp/ | visaofuturo.cidadesp@gmail.com

Categorias:   Notícias | Artigos | Economia e Negócios | Estilo | Cultura | Esportes